terça-feira, março 25, 2014

Seriado para ver: Reign


Eu já queria fazer um post sobre Reign, mas o fato de faltar uma semana para o fim de How I Met Your Mother (o que eu farei da minha vida?) foi o que motivou a vir indicar a série. Por recomendação de uma amiga mais viciada em seriados do que eu, comecei a assistir e fiquei apaixonada já no primeiro episódio.


"A narrativa descreve a história de Mary Stuart da Escócia e seu caminho até o poder, iniciando com sua chegada à França com 15 anos e seu noivado com o Príncipe Francis. Acompanhada de suas três melhores amigas, Mary precisa sobreviver às intrigas, inimigos e forças obscuras que tomam conta da corte francesa." -sinopse retirada do Minha Série.  


A série é inspirada na história verdadeira de Mary Stuart, mas é lógico que muitas coisas são super diferentes. É divertido reconhecer o nome de alguns personagens por conta dos livros de história do colégio. Mas o seriado é muito mais que isso. Por ter a mesma stylist de Gossip Girl e Hart of Dixie, nem preciso dizer que os looks são para prestar atenção. Mas nem precisa se preocupar eles sozinhos já ganham destaque. Vestidos luxosos e modernos (como os braços de fora, bordados e outros detalhes como na foto acima). Dá vontade de ter vários e virar rainha, mas enquanto isso não é possível a gente vai copiando os enfeites de cabelo. Tem arcos e tiaras lindas (me apaixonei por várias) e coroas de flores muito boho e de dar inveja.

Nesse site você acha onde comprar peças vistas em diversos seriados.
Mas não só de roupas é feito esse programa, envolve magia, intriga, brigas de poder (Oi? São reis e rainhas!), romance e tudo que a gente pode gostar em uma série. Em alguns sites rolaram umas comparações e que no final das contas numa soma de Gossip Girl e Game of Thrones resulta em Reign. E na boa, sendo comparada a séries tão incríveis é lógico que Reign merece nossa atenção.


Os cenários são lindos (assim como os atores) e dá vontade de se mudar pra corte francesa, se não tivesse tantos dramas e crises. O show ainda está no episódio 15 da primeira temporada, então é uma boa vocês se apressarem e começarem a ver. E podem contagiar os seus amigos que eu vou adorar ter mais gente com quem conversar sobre Reign. Os atores são novos então vivem no facebook e instagram. E pelo menos eu, adoro ver os momentos gente como a gente dos famosos. Vocês são assim também?


Ta esperando o que pra começar a assistir? Se apaixone e depois vem me contar o que achou. 

x.o.x.o

segunda-feira, março 24, 2014

Inauguração da Forever 21 no Rio de Janeiro

Postei essa foto no instagram, já me segue lá? @deboraoc

Se você acessou a internet por pelo menos 5 minutos nessas últimas duas semanas, você deve saber que uma certa loja americana de fast-fashion inaugurou no Brasil para delírio das garotas. E nesse grupo eu me incluo. Acordei cedo, peguei ônibus enfrentei 3 horas de fila até a loja abrir, mas fui na inauguração esse sábado passado. Na verdade a Forever 21 abriu de surpresa na sexta-feira dia 21 (faz sentido, né?), mas o evento inaugural oficial foi no sábado com direito a brinde para as 500 primeiras.  Eu sei que eu sumi por aqui mas já tenho uns posts em processo e como muita gente queria saber o que eu achei (e comprei) decidi vir fazer esse post.


O brinde foi essa sacola com um par de chinelos personalizados. Eu adorei o mimo, mas fiquei chateada pois de chinelo feminino só tinha tamanho 35/36, quem calça 38 faz o que? Corta um pedaço do calcanhar? Mesmo pequeno eu to usando pra ficar em casa e admito que meus pés acostumaram já. Outros mimos foram dados para a galera na fila, mas eram comida. Teve água (numa garrafinha personalizada), suco, cachorro quente e algodão doce. Nem consegui comer direito, pois as filas estavam imensas até pra isso. Foi tudo muito organizado, todo mundo entrando na ordem da senha de pouco em pouco. A loja é grande então comporta muita gente, mas mesmo assim rolou fila pro provador e pro caixa. Acredito que nesses primeiros finais de semana será assim, então quem for tem que ir preparado psicologicamente.


Antes de mostrar minhas comprinhas vou dar minha opinião. As peças estão lindas, num preço maravilhoso. Os tamanhos ainda estão meio confusos, pois são os americanos, mas tem vários vendedores ótimos pra te ajudar. Duas coisas que eu já sabia e que são importantes ter em mente quando se vai lá. Primeiro: as peças acabam muito rápido. Ta vendo esse vestido preto de gatinho no manequim? Fui desejando ele, cheguei lá e já não tinha mais. Isso porque a loja abriu na véspera. Segundo: tamanhos grandes além de esgotarem rápido nem são tão grandes assim. Eu que sou alta, um pouco acima do peso e com muito busto tive uma certa dificuldade. Dá pra achar, dá, mas tem que ter paciência de procurar e se não achar não ficar se achando a última das criaturas. E lembrem-se a parte de bijus e as bolsas estão incríveis!

Agora vamos às minhas compras:


Comprei essa camiseta básica lilás por R$18,90. Gosto desse tipo para o dia a dia (a.k.a: Faculdade) e é fácil de combinar, além de ter um tecido muito gostosinho e confortável.


Regatinhas lá tinham aos montes. Minha vontade foi pegar uma de cada cor pra sobreviver no calor carioca, mas o meu orçamento não deixou. Custou R$8,90 e eu ainda não acredito.


Essa saia turquesa foi R$24,90. Eu estava com uma preta na mão igualzinha, mas pelo mesmo motivo das regatinhas coloridas, ela ficou na loja.


Esse vestido foi amor à primeira vista. Achei por acaso e logo no meu tamanho, apaixonei, provei, serviu, levei. Admito que ele fica curto com toda a minha altura, mas minha ideia é usá-lo com meia calça e shortinho por baixo. Custou R$44,90. O tecido dele é muito macio e eu adorei esse detalhe que ele tem nas costas e que não mostra o sutiã.

Agora vamos às bijus:


Gente, amei os brincos. Cada par foi R$5,90. Eu já fui paquerando o de corujas, mas não resisti ao coração e nem preciso dizer porque eu comprei o de raio.


A fila do caixa da Forever 21 é daquelas que tem coisas lindas pra você querer comprar. E eu fui andando pensando "não vou pegar mais nada, nada". Até que bati o olho nesse pack de anéis, apaixonei e trouxe. Tem um anel de concha, cara. Amor de mais para uma apaixonada pela Pequena Sereia. Foi R$ 18,90, não fui capaz de resistir (Decky mode on).


Um minuto de silêncio por esse colar que ganhou o meu coração. O que é esse colar lindo, luxo e por R$34,90? To sonhando com o dia em que vou usá-lo. Quero casar usando ele. #exagerada.


Lembra que eu falei que quando tava na fila falei que não ia pegar mais nada. Não sei pra quem eu falo essas coisas. Paguei a língua de novo e comprei essa necessaire gigantesca e linda. To apaixonada por ela e por todo o espaço que ela tem pra eu carregar todas as minhas tralhas do dia a dia. Um dia eu vou fazer o post de What's in my Bag e mostrarei o que carrego todo santo dia nessa bolsa. Foi por R$21,90.


Uma dica que eu esqueci de falar antes: quando olhar a etiqueta de preço confere se tem R$ ou só o $. Pois eu comprei uma calcinha que tava com $3,80. Ai eu cabeçuda enlouqueci em pagar 4 reais em uma calcinha tão fofinha. Me ferrei pois no caixa converteu e ela custou 11 reais e uns quebradinhos. Só me liguei disso em casa e não consegui comprar um colar de âncora que eu sempre quis. Não sejam cabeçudinhas como eu.

Palavra final da Decky: vale a pena e muito juntar um dinheirinho e comprar a Forever 21 inteira. É o que eu pretendo fazer em um projeto aliado a perder peso pra ter mais opções de roupas lá. Quem sabe eu não posto sobre a minha perda de peso aqui e começo a fazer looks do dia? Espero que tenham gostado.

x.o.x.o

segunda-feira, dezembro 23, 2013

Eu Li: Dexter - A Mão Esquerda de Deus (Jeff Lindsay)


"DEXTER MORGAN é um educado lobo vestido em pele de ovelha. Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um serial killer. Na verdade, é um assassino incomum, que extermina apenas outros assassinos. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de Miami... Em Dexter, a mão esquerda de Deus, o livro que deu origem à aclamada série de TV, o adorável matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos... A escrita requintada de Jeff Lindsay nos faz mergulhar na mente de um dos personagens mais ambíguos da história da literatura de suspense. Nunca o macabro foi tratado com tanto refinamento e leveza. Dexter Morgan é uma obra-prima."


Marcador lindo que eu ganhei de presente com outro livro.

Eu sou fã da série de TV, famosa e conhecida por muitos, sendo que eu ainda não assisti a última temporada. Admito que ouvir às criticas em relação episódio final me desanimou um pouco, mas em breve eu termino. E sabendo disso meu namorado (lindo) me deu esse livro de presente de aniversário. E o segundo da série também! Essa resenha terá determinadas comparações com a primeira temporada do programa (a que foi baseada nesse livro), porém sem dar spoilers. Don't worry.



O Dexter dos livros seduz. Ponto.

Ok, vou explicar. Eu amo o Dexter do Michael C. Hall, o ator que o interpreta, pela sua voz, seus pensamentos e até pelas suas atitudes falsas. Mas o do livro tem um charme único. Parece que ele sabe fingir tão bem, mas tão bem que ele acaba te encantando, como ele faz com as mulheres da história. "Por que fingindo?" você que não vê a série me pergunta e eu te digo: o Dexter é um psicopata, ou seja, ele não tem sentimentos ou emoções como todos nós, ele não tem essa linha de o que é certo ou errado. Só que o pai adotivo dele por ser um policial o ensina essas coisas. "Mas, Déh, não se ensina a sentir." Eu sei, mas ele aprender a fingir que sente. E ele faz isso muito bem, tanto que nenhum policial descobre e ele trabalha ali com eles. O Dexter é o lab geek, que analisa padrão de dispersão de sangue em homicídios, com palpites muito bons sobre os crimes.


Mas nas palavras do serial killer favorito da televisão: ele é um monstro limpinho. ("I'm a very neat monster"). Com Harry, seu padrasto, ele aprende um Código em que ele só deve matar outros monstros, como ele, assassinos, estupradores e outros nesse nível. Mas ele tem que ter certeza. Matar somente aqueles que a justiça não consegue prender. E nunca deixar pistas. E criar uma vida normal para si, para nunca ser suspeito. E ele faz tudo isso e a gente lê isso. Uma diferença da primeira temporada: ele só tem umas três vitimas fora do caso principal, esse caso que o instiga e encanta tanto. Na série, chamado de The Ice Trunk Killer, no livro sem nome específico.


O livro é ótimo com sutis diferenças do seriado como alguns personagens, algumas situações e o final. Então para aqueles que viram o programa: AHA! Não é tão igual a resolução do caso, bem diferente até. E eu gostei muito dos dois finais, admito que o da série me deixou muito tensa. Absurdamente tensa. Na internet, principalmente no skoob, eu vi muita gente criticando o livro. Mas na minha opinião foi por comparar demais ao programa de televisão e esperar o mesmo. O livro tem menos ação, mas também a gente ta o tempo todo dentro da cabeça do Dexter, a gente vê o que ele vê, descobre o que ele descobre e por ai vai. No entanto, isso não desmerece o livro. Adorei o livro e recomendo para todos aqueles que gostam de um suspense, de entender mentes psicopatas, ou simplesmente são fãs do Dex (A intima, hahaha).

Essa e a próxima são pro namorado. 
Acho a capa simples, mas bonita. E me fez passar um momento engraçado de uma criança ver o livro na minha mesa de cabeceira e perguntar por que tinha sangue na capa do livro e qual era a história. Eu dei uma enrolada nela. Aspectos internos: acho que a fonte é do tamanho ideal e os capítulos são de variados tamanhos, normalmente os de flashback ao passado do Dexter são mais curtos. As páginas são amareladas e feitas com um papel gostoso e não muito frágil. A série do Dexter já tem sete livros (faltam 5, namorado!) e aparentemente os casos do livro e do seriado serão diferentes a partir de algum volume que eu ainda não sei qual é. Terei que ler pra descobrir.


x.o.x.o